Rodrigo Santiago

Réquiem para um sonho

In Ficção on 2, outubro, 2003 at 12:07

Um filme tenso, dramático, pesado. “Réquiem para um sonho” é um filme que trata do mundo das drogas, mas, além de ficar apenas na ótica juvenil, delinquente, marginal, do tráfico, do submundo, vai além e trata de outras drogas, e outros “consumidores”. O filme já começa de maneira forte, onde o garoto leva o aparelho de televisão para uma loja de penhores em troca de dinheiro para conseguir drogas. Uma discussão com sua mãe, e logo depois já se percebe que não é a primeira vez que o rapaz faz isso. O filme conta com um excelente aparato técnico, uma bela fotografia e uma montagem apurada, e com cortes rápidos. 

O interessante do filme não é que trata apenas do mundo das drogas, mas também fala de nossos prazeres superficiais e o quão longe estamos dispostos a ir por tais prazeres, tornando-os em obsessões, como diz a mãe do protagonista em certa hora do filme “eu tenho o melhor lugar ao sol” referindo que não precisava se importar com nada, já que ela tinha o mehor lugar ao sol dentra as vizinhas. 

O filme é todo pesado e pessimista, culminando o pessimismo no final, cada personagem com sua própria desgraça, o rapaz que perde o braço devido à gangrena de tanto injetar, sua namorada que vende seu corpo em festinhas particulares em troca de drogas, seu amigo preso em decorrência das drogas, e a mãe do protagonista em um hospital psiquiátrico obsecada ainda com a fama na televisão e com sequelas das anfetaminas tomadas para emagrecer. E por incrível que pareça, a tomada que faz-nos perceber o fundo do poço, é quando as amigas da mãe choram abraçadas num banquinho da praça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: